Conselho de Moradores da Vila Nossa Senhora da Conceição: Prestação de Contas


Recife, 04 de agosto de 2017,

Imagem2Passados dois anos desde a eleição que nos conduziu à gestão do Conselho de Moradores, necessário é a realização de um balanço verdadeiro, como forma de prestar contas à população e a todos e todas aquelas que nos ajudaram a fazer, o que na nossa opinião, apesar dos muitos problemas, uma das melhores gestões que já passaram por esta entidade.

Assumimos o Conselho de Moradores numa situação de praticamente abandono, com todo o seu patrimônio em avançado estado de deterioração, e um caixa de aproximadamente R$ 700,00.

Desde cedo, assumimos como eixos de nossa gestão a democratização das tomadas de decisão, o fortalecimento da imagem institucional do Conselho e, o aumento de informação para que os moradores, sejam eles próprios, agentes de transformação das condições de vida em Passarinho.

Nesse sentido, diversas foram as atividades desenvolvidas: No campo financeiro, fizemos um sistema de doação voluntária para minimizar os impactos com o grave estado em que estava a ponte do bairro, lançamos o programa de “empresa amiga da comunidade” por meio do qual, algumas empresas com sede e atuação  no bairro contribuíam mensalmente com as atividades do Conselho, realizamos rifas, passamos a cobrar uma pequena contribuição pelo uso do Espaço do Conselho para festas particulares e, realizamos o plano de sócio contribuinte, dando vantagens àqueles que contribuíam com cinco reais por mês. Toda essa estrutura durou um bom tempo até que os problemas políticos que são de conhecimento publico, inviabilizou a continuação. Sempre zelamos pela prestação de contas aos parceiros e aos moradores, apresentando as contas nas reuniões e nas redes sociais.

Por falar em redes sociais, formos responsáveis por uma nova dinâmica de inteiração dos moradores com o Conselho de Moradores. Se antes, os moradores tinham que bater na porta do Presidente, lançamos uma página oficial no facebook, e-mail, mandávamos mensagens de texto para números de celular cadastrados. O mais importante, pagamos durante meses para uma pessoa dar plantão na sede do Conselho no atendimento ao público, de segunda a sexta. Isso durou até a primeira quinzena de junho/2017 quando acabou o dinheiro que tínhamos em caixa.

Com a desocupação pela prefeitura da sede do Conselho de Moradores, sem a menor prestação, tivemos que centrar esforços para requalificar a sede da entidade. Mesmo com recursos escassos, pintamos externamente o Conselho, parcialmente a parte interna, conseguimos a doação de mesas e cadeiras de madeira, que foram reformadas e incorporadas ao patrimônio da entidade. Compramos beberouro, cafeteira, armários e, na medida do possível montamos uma sala de leitura, a partir da doação de livros. Porém, o maior esforço foi na troca do portão que estava praticamente caindo por um novo que custou apenas ele, R$ 700,00.

Conscientes da carência por espaços públicos em nosso bairro, trabalhamos no sentido de oferecer opções de lazer, cultura e entretenimento. Com foco nas crianças promovemos um cine comunitário no Conselho e com o sucesso, fizemos mais três dias de cinema na praça. Abrimos o Conselho em alguns feriados para a pratica de dominó, xadrez, damas e baralho.

Ampliamos o dialogo com a ONG Casa da mulher do Nordeste, o que durante um tempo, nos permitiu oferecer curso de futebol feminino para as jovens de nosso bairro. Também mantivemos dialogo com órgãos e os serviços públicos que atendem nossa comunidade, como reunião com a direção da escola, com os trabalhadores do Posto de Saúde da Família, Compesa, Policia Militar dentre outros. Muitas foram as conquistas, mas muitas ainda precisam de muita luta, como o problema crônico de falta de pressão da água que compromete o abastecimento das áreas mais altas do bairro e a carência de vagas na escola só para se ater à dois exemplos.

Atentos aos problemas do dia a dia da população, inúmeros foram os requerimentos por colocação de lonas, conserto de vazamentos, limpeza de canais, ruas, canaletas, remoção de lixo, entulho, troca de lâmpadas de iluminação publica, capinação, troca de luminárias e revitalização da praça, lombadas e faixas de pedestres nas zonas escolares, asfalto, implementação de CEP para novas ruas, limpeza de esgoto dentre tantos e tantos outros. Na medida em que conseguimos acompanhar a demanda, fomos conseguindo que o poder público solucionasse muito desses problemas pontuais, mas a por falta de organização interna da gestão, não conseguimos dar prosseguimento às solicitações não atendidas.

No natal de 2015 doamos quase 30 cestas básicas para famílias carentes, indicadas pelos agentes de saúde à nosso pedido. Demos apoio logístico à emissão de carteiras de identidade gratuitas em 2015, em parceria com o instituto Embelleze oferecemos cortes de cabelos gratuitos, beneficiando numa tarde cerca de 80 pessoas, e trouxemos uma advogada para um dia de consultas gratuitas e encaminhamento aos órgãos de assistência judiciária e de proteção ao consumidor.

Ainda promovemos festas de dia das crianças em 2015 e 2016 com festas em dois polos ao mesmo tempo, com palhaços, recreadores, lanche, bolo, piscina de bolinas, cama elástica, pipoca e algodão doce e outras atividades. Promovemos também, o Bingo Show de dia das mães, com show de pagode e sorteio de ferro de passar, fogão e maquina de lavar roupas, dentre outros prêmios. Também promovemos uma festa junina com direito a quadrilha e banda de forró em 2016, realizada na frente do Conselho de Moradores.

Oferecemos curso de primeiros socorros com aulas ministradas por um oficial do corpo de bombeiros, aulas de dança, de karatê, educação física e hidroginástica para a terceira idade, abrigamos o inicio do projeto de Zumba, ajudamos na medida do possível o grupo de capoeira, e quanto ao grupo de Taekwondo, ajudamos financeiramente no envio de uma atleta do bairro para uma competição nacional fora do Estado. Ultimamente, um grupo de jovens passou a usar o espaço do Conselho para realizar o Break.

Todas essa ações aconteceram de forma intensa durante esses dois anos, mas as atividades foram perdendo fôlego com a saída da gestão de algumas pessoas chaves, e com o desmonte aos poucos, da estrutura financeira que tínhamos feito.

No entanto, está provado que nossa gestão é uma das mais revolucionarias no sentido de fazer muito com pouco dinheiro, e de estimular a participação do povo nas coisas do Conselho.

Entendemos que os últimos meses, com a saída de Marcos da presidência e a saída do bairro de Izabela, comprometeu bastante a gestão, e o Conselho tem passado por dias difíceis, mas ainda assim, numa condição superior à que encontramos.

Nos sujeitamos às criticas ao mesmo tempo em que, nos colocamos mais uma vez à disposição dos moradores para continuar trabalhando em ações que melhorem a vida das pessoas que aqui moram.

Em breve haverá a consulta pública para decidir a nova gestão do Conselho, mas independentemente do que a comunidade decidir, continuaremos na luta!

Izabela Cristina, Neyl Santos, Rafael Filipe e Tiago Souza

 

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s