Arquivo da categoria: Igreja

Os Cristãos e a Pena de Morte

Os Cristãos e a Pena de Morte

 

Cristão: aquele que segue o Cristo. Cristo: também lido como Messias, título dado pela bíblia a Jesus de Nazaré. Jesus: Filho de Deus, nascido da Virgem Maria e assassinado a mando do governador romano Pôncio Pilatos. Ser cristão portanto nada mais é do que ser seguidor de Jesus.

Os cristãos em suas inúmeras expressões, constituem maioria absoluta da população brasileira. Fomos colonizados por um país católico e desde então, os valores do cristianismo sempre influenciaram os caminhos pelos quais o Estado brasileiro viria a trilhar.

Aprendemos na bíblia que Jesus é filho de uma virgem casada com um carpinteiro, nascido numa manjedoura. Em seu ministério, Jesus ousa pregar o amor por onde passa. No livro de João (10:10) Jesus diz que veio ao mundo para que todos tenham vida em abundância; em Lucas (5:32) ele diz não ter vindo para os justos, mas para os pecadores e arrependidos; já em outra passagem, levam uma mulher acusada de adultério, conduta punida pela lei de Moisés com o apedrejamento e Jesus diz que quem nunca tenha pecado jogasse a primeira pedra (João, 8); por fim em Lucas (6:29) Jesus orienta seus seguidores a quando ofendidos, ao invés de devolver com a mesma moeda, oferecer a outra face. Essas são algumas poucas das inúmeras atitudes de Jesus que evidenciam o caráter de sua mensagem: O Amor. É com base nessa mensagem que se ergueram as primeiras comunidades de cristãos, e que se desenvolveu todo o cristianismo.

Hoje no entanto, não é difícil encontrar cristãos defendendo ideais cada vez mais distantes dos valores difundidos por Jesus. Um desses ideais é a pena de morte. Sim a pena de morte, que apesar de cada dia mais rejeitada pelos países com maiores índices de desenvolvimento humano, permanece no imaginário dos países periféricos como é o Brasil, como a solução de todos os problemas, como ferramenta eficaz na promoção da justiça e na defesa dos “cidadãos de bem”.

Os motivos são os mais diversos: o sentimento de insegurança; ineficiência do Estado enquanto promotor da justiça (ou do Direito); a concepção de que se tem uma legislação insuficiente; o consenso de que a pena de prisão não resolve, dentre tantas outras. Mas o verdadeiro pano de fundo sobre o qual a pena de morte aparece como salvadora da pátria, é a incapacidade que se tem de visualização dos problemas com a profundidade que exigem. É procurar respostas fáceis para problemas complexos sem perceber que na verdade, se está defendendo a perpetuação de uma cultura de vingança e morte. E quando se é um cristão que assume esse discurso, a contradição é ainda maior pelo fato de que sua fé diz exatamente o contrário.

E não me venham com argumentos como os de que “Deus é pai, mas também é justo”, ou o mais famoso “direitos humanos para humanos direitos”. Essas e outras frases de efeito carecem do mínimo de racionalidade, sendo ao cabo e ao fim, apenas esforço retórico para que possamos deitar de noite e dormir em paz com nossa fé.

Certo é que Cristo anunciou o Deus da vida, andou com os marginalizados de seu tempo e trabalhou incansavelmente para salvar (e não apenas espiritualmente) cada um dos pobres e pecadores. Denunciou a riqueza e a hipocrisia.

Mas o mais contraditório disto tudo é que enquanto seus seguidores defendem a pena capital, foi o próprio Jesus Cristo, injustamente condenado à pena de morte.

Anúncios

A HISTÓRIA SE FAZ E PRECISA DE NÓS!

Texto originalmente publicado no Blog da Pastoral da Juventude do Meio Popular da Arquidiocese de Olinda e Recife

A HISTÓRIA SE FAZ E PRECISA DE NÓS!

Neyl Santos*

 

índiceO tempo não é dos mais fáceis, longe disto, a conjuntura sociopolítica de nosso país é fortemente adversa para qualquer tipo de intervenção minimamente politizada. Nas ruas, escolas, nas instituições, os xingamentos e outros tipos de agressões ganham relevância em detrimento do debate respeitando as diferenças. No Congresso, uma maioria momentânea surfa na onda de conservadorismo reacionarismo, para impedir que o Executivo tome qualquer medida para retirar o país da estagnação, e ao mesmo tempo, impõe uma pauta conservadora reacionária que ameaça direitos conquistados não só nos últimos treze anos, mas desde a redemocratização do Brasil. É exatamente em meio a tudo isso, que o papel da Pastoral da Juventude do Meio Popular, bem como de instituições historicamente comprometidas com os mais pobres de nosso país é ressaltado.

“Ai de mim se eu não disser, a verdade que ouvi, ai de mim se eu me calar, quando Deus me mandar falar!” Continuar lendo A HISTÓRIA SE FAZ E PRECISA DE NÓS!

Marcos, 12, 17

Marcos 12, 17

A César o que é de César,
A Deus, o que é de Deus
Se a terra, a nós foi dada
Por que pagar para usá-la?

Por que pagar para usá-la?

Se eu sou homem pra construir
Também serei, pra usufruir
Vamo ocupar toda cidade
Do Morro até, o Marco Zero
Comer farofa em Boa Viagem
No fim da tarde, pegar o busão
Encher o shopping da malandragem
Rio Mangue não, só caranguejo
Rio mangue não, só caranguejo
Rio mangue não, só caranguejo!

Manifesto de Jovens Católicos em Apoio à Dilma

Em 2010 em meio a serie de ataques promovidos pela direita conservadora de nosso país contra a candidatura de Dilma Rousseff numa tentativa de derrotar o projeto de desenvolvimento democrático  que tem transformado a sociedade brasileira (e por isso tanto incomoda), jovens católicos das cinco regiões do país se reuniram e lançaram um manifesto em apoio à presidenciável.

Passados quatro anos, o ódio contra o PT e o que ele representa só aumentou e isso fica muito nítido no nível de debate que estamos tendo na campanha presidencial. Esse cenário fez com que mais uma vez, nós jovens católicos tenhamos nos reunido para defender aquele projeto que se não é o dos nossos sonhos, tem aprofundado as mudanças que visam levar a cidadania para os que não tem.

Ao todo, são mais de cem jovens de 14 estados brasileiros. Cem lideranças juvenis em suas localidades, e algumas até nacionais, tive a oportunidade de subscrever ao lado de grandes companheiros/as.

Baixe o manifesto clicando aqui

JovensCatolicos